Notícias
Evangélico pode pegar 2 anos de prisão por dizer que homossexualidade é pecado
  •   Evangélico pode pegar 2 anos de prisão por dizer que homossexualidade é pecado
Pastor critica igreja por ter se rendido ao discurso politicamente correto

Um cristão está sendoacusado por um suposto “crime de ódio” após ter distribuído literatura cristãdurante uma Parada Gay em Toronto, Canadá. Bill Whatcott foi ao evento em 2016e entregou folhetos, além de fazer uma rápida pregação condenando a prática dahomossexualidade. Acabou sendo processado pelos organizadores da Parada epoderá pegar dois anos de prisão.

Whatcott foi enquadradoem uma lei de 2013, que visa reprimir violações contra os “direitos humanos”.As acusações contra o cristão, que trabalha como motorista de ônibus afirmamque os panfletos entregues por ele promoviam a homofobia.

Na verdade, na parte dafrente o material falava sobre doenças sexualmente transmissíveis pelo sexoanal com fotos ilustrativas. O verso trazia textos bíblicos alertando que aprática homossexual resultaria no “perigo eterno”, mas o arrependimentopossibilitava “o dom gratuito da vida eterna”. O texto usava palavras como“imundícia” e “sodomia” para descrever a relação sexual homoafetiva.

O relatório da polícia deToronto, que foi chamada para prender o cristão após reclamação dosparticipantes, afirma: “William Whatcott distribuiu material que promove o ódiocontra a comunidade gay”. Também diz que o homem fazia “promoção do ódio”contra um grupo específico.

Dois anos depois doincidente, um juiz da corte superior emitiu um mandato de prisão contra omotorista. Ele entregou-se à polícia na sexta-feira (22). Ao final dojulgamento, caso seja considerado culpado, Whatcott poderá cumprir dois anos.Também poderá pagar US $ 7.500 em indenizações por dano moral.

“Sob nenhumacircunstância o discurso de ódio deve ser tolerado”, afirmou o comissário-chefeda Comissão de Direitos Humanos da província, após o mandato ser emitido.

O grupo cristão MassResistence, ao qual Whatcott é ligado, fez um protesto diante da delegacia paraonde ele foi levado.

O pastor que liderava amanifestação criticou a igreja canadense por “deixar de salgar” e ter serendido ao discurso politicamente correto que domina o país.

“Onde estão os pastores?Eles nem aparecem para a “Marcha para Jesus” em sua própria cidade… A igrejacanadense se tornou um negócio, onde eles vendem seus DVDs e seus livros.  Se vocês [pastores] não forem corajosos peloseu Senhor, estão espiritualmente mortos. Precisam orar para que o EspíritoSanto lhes dê fogo e poder”, afirmou o líder da Mass Resistence diante dopequeno grupo, que fez orações para que seja feita justiça divina no caso agorajulgado.

16/02/2017/ 11:39:27
Outras Notícias